terça-feira, 31 de março de 2009

Margens

Quando o Irmão J Amaro falou pela primeira vez sobre a situação de um ex. colega nosso de Leiria, cujas condições de vida estão longe da dignidade própria do ser humano, surgiu, neste grupo, uma vontade generalizada de acudir a esta infeliz realidade, contribuindo com o que fosse possível e que fosse mais imediato ou urgente.

Daqui nasceu a sugestão de “alimentar” alguns projectos, com fundos recolhidos no seio da nossa tertúlia, sempre que tenha lugar algum convívio ou outro tipo de encontro, dentro do espírito definido. A ideia foi aceite e, logo, no primeiro jantar, em Janeiro, foi reunida uma verba que foi destinada para a ajuda da situação aqui identificada. Neste segundo jantar, mais uma vez, foi reunida uma verba que foi destinada para o mesmo fim. No total estamos a falar de um valor de 150,00€.

Troquei algumas impressões com o Ir. J Amaro sobre o assunto e está em curso um projecto global que visa dignificar as condições de vida do nosso ex. colega. As verbas que estão a ser enviadas, destinam-se a ser aplicadas nesse projecto de que teremos notícias mais concretas em breve.

Apesar do valor simbólico da nossa contribuição, não deixa de ser importante pelo significado que assume no combate à indiferença e ao egoísmo que nos flagelam e desumanizam, é uma acção que dignifica os nossos objectivos como grupo e nos transporta para uma dimensão mais humana e próxima da razão pela qual todos nos reunimos e continuaremos a encontrar-nos.

sábado, 28 de março de 2009

Jantar 27 de Março


Os óculos do Teodoro, o Casimiro, o Rui Barata, o Garcia e o Geraldes, bem disposto o Artur o Xico Barroso o Henrique Barata e o Delgado

O Xico e o Artur

O Artur o Vitor Gaspar e o Leonel Mendes

O Zé Duarte atento à conversa, o António Fernandes e o Farinha. O Óscar, apreensivo, o Daniel Reis a "botar" faladura e o Armando a "bater-se" com os maranhos.

O Vitor Baptista a esconder o Fernando Carvalho e o Ricardo. O Bento, o Jorge Portas e o Óscar

Não Óscar... - agarra-me Daniel... senão!
Grande plano do Fernando Carvalho e do Ricardo Figueira
Vista alternativa, ver legenda acima

O sorriso largo do Zé Duarte! "Ah! Chalana#!!!


O Leonel e o Jorge Martins (veio do Algarve, de propósito!)

O Óscar e o Jorge Portas... pensativo rapaz!


Tem estilo o nosso Vitor Geraldes!

Os sorriso largos do Rui e do Artur Pizarro (a grande surpresa deste jantar, directamente de Guimarães!)
O Armando e uma espreitadela do Daniel

O Jorge Portas continua pensativo e o António Bento cogita!

O acesso ao local do Restaurante dificultou a chegada, aquela zona é, de facto, muita “labiríntica”, mas permitiu perceber a motivação geral de participação. Todos se empenharam em encontrar o local, com GPS, sem GPS, com telemóvel, com informações “pé d’orelha”... e, garanto, chegaram de todos os lados, do Norte, do Sul, das Ilhas, de carro, à boleia, de táxi ou de avião.

Gratificante foi o reencontro de velhos amigos, companheiros, conterrâneos, que não se viam, alguns, vai para dois meses e outros, que não se viam vai para perto de trinta anos!
Aquelas primeiras palavras, “...tu és o...!!!”. (...) “...e, tu és o...!!!”, empurram-nos para um turbilhão de emoções que embarga as silabas seguintes e cria um momento de vazio, uma espécie de capítulo de páginas em branco do Livro da Amizade. Foram vinte, trinta anos de caminhos percorridos, sem cruzamentos, foram outras tantas páginas escritas com outras tantas emoções, com outras tantas vivências, com outras tantas experiências, próprias das riquezas de todas as vidas, que nos fazem diferentes e dão sentido ao que somos. É o momento de juntar os capítulos em falta, de um tempo vazio que nos enche de curiosidade e ajuda a ligar ao presente. Fugaz momento, mal dá para nos olharmos e muito menos para dizer o que sentimos, mas fica a necessidade do reencontro, porque, afinal, os capítulos com páginas em branco do Livro da Amizade, fazem parte da vida.

Foi assim com o Zé Duarte, com o Jorge Portas, com o Jorge Martins, com o Bento, com o Amândio, com o Geraldes, com o Leonel, com o nosso querido Farinha e com o Artur Pizarro de Guimarães (que apareceu de surpresa, uma coincidência que se está a tornar hábito!).
Cito apenas estes nomes porque estiveram presentes, pela primeira vez, na tertúlia!

O Reencontro já tem data marcada, 22 de Maio!

Até já amigos.

nota: “Os Maranhos?” já me esquecia... “Ãh!”, detalhes!

Lista de presenças:
Fernando Carvalho; Henrique Barata; Luis Garcia; José A. Martins; António Rui; Casimiro António; José Delgado; Vitor Gaspar; Xico Barroso; Jorge Portas; António Fernandes; Zé Duarte; Jorge Martins; Daniel Reis; Oscar Mota; Ricardo Figueira; Artur Santos; José Miguel Teodoro; Leonel Mendes; Farinha; Vitor Geraldes; Armando Martins; Vítor Baptista; Artur Pizarro; António Bento.

Jantar 27 de Março Video I

Para uma panorâmica mais geral, desta vez, utilizamos a técnica da "grua de braços", apenas utilizada em grandes Produções e por Grandes Realizadores. Alguns Produtores utilizam a grua mecânica, ultrapassada. Aqui foi empregue a técnica multi-braço e o efeito é o que podem comprovar quando visualizarem este documentário vivo e cheio de anima de todos os presentes.

video

O cinema documental nunca mais será o mesmo! Qual Frederick Wiseman...

Jantar 27 de Março Video II

O Discurso!
Lá que discursou, discursou, o quê?

Fica para a zona dos "Baratas" explicar nos comentários!

E, o Vitor Geraldes, não tocou... e não tocou! Teve o pássaro na mão e deixou-o fugir, podia ser o início de uma grande carreira! O Xico, foi assim que começou, no jantar de Janeiro!

video

Fica para o próximo! Quem pegar no instrumento tem que cantar... Vamos contratar o Luís Natário. É em Maio, 22 (não pode ser na última sexta, porque temos o Grande Encontro Nacional da AAVD em Fátima a 29). Reserva já o dia!

quinta-feira, 5 de março de 2009

O voo do papagaio!

Não se pode ter tudo. E, nestas alturas, temos dois caminhos. Desanimar ou fazer do insucesso uma oportunidade de sucesso. Como? Estimando que os que não participam, participarão... no futuro!

Lembro-me, quando era menino e lançava o meu papagaio contra o vento que, quanto maior era a adversidade, o vento, para o caso, mais alto e cativante era o voo do frágil papagaio.

Espero que as coisas, por aqui, animem com mais um jantar de tertúlianos à vista e com as inscrições (necessárias) para o evento. Vamos a isto!

A ementa principal, desta vez, será outro prato típico da zona do pinhal, os famosos Maranhos. Teremos alternativas a este prato a la carte, como não podia deixar de ser, para quem não aprecie o pitéu.

O Jantar será de 27 de MARÇO, com encontro a partir das 20:00h, em local a indicar. Podem enviar as inscrições directamente para mim (carmobaptista@gmail.com) ou, se preferirem, podem deixar a vossa inscrição na caixa de mensagens rápidas. Agradeço que indiquem se “são” pelos Maranhos:

Local: Terá lugar num Restaurante simpático que teve origem numa antiga carvoaria, no Bairro da Encarnação, em Stª Maria dos Olivais - Lisboa.
Restaurante Cova Funda
Lisboa - Santa Maria dos Olivais
Rua 7-Bairro Encarnação Lote 39, Lisboa
1800-335 LISBOA
phone218 533 826

Ver mapa (Clique aqui)
Como chegar: A partir da Av. de Berlim, viram à Dtª para a Rua do Mercado, passam pelo meio da Alameda da Encarnação e seguem pela Rua das Escolas (20, 30m) - estacionam! (Se entrarem para a Rua 7, passam pelo Restaurante e 10m adiante têm um grande largo para estacionamento!)


A pedido do Paulo, que será o nosso anfitrião, necessitamos saber quantos "vão" pelos MARANHOS, até dia 20 (para serem encomendados e poderem chegar frescos da Sertã!).

Por isso, não te atrases!


As inscrições podem decorrer até dia 26 - sem Maranhos - e, para os não apreciadores, terão uma das melhores grelhas de Lisboa, em carne ou peixe para escolher na hora!

PREÇO s/bebidas (Entradas, pão, maranhos, sobremesa, café) = 13,50€

INSCRIÇÕES:

  1. Vítor Baptista – Maranhos
  2. Fernando Carvalho - Maranhos
  3. Henrique Barata - Maranhos
  4. Luis Garcia - Maranhos (Comes... para a próxima já sabes!)
  5. José A. Martins - Maranhos
  6. António Rui B. - Maranhos
  7. Casimiro António - Maranhos
  8. José Delgado - Maranhos
  9. Vitor Gaspar - Maranhos
  10. Xico Barroso - Maranhos
  11. Jorge Portas - Maranhos
  12. António Fernandes - Maranhos
  13. Zé Duarte - Maranhos
  14. Jorge Martins - Maranhos (...e vem do Algarve!)
  15. Daniel Reis - Maranhos
  16. Zé Eusébio - Maranhos
  17. Oscar Mota - Maranhos (se voltar a tempo da Madeira... vai chegar, que eu já falei com o nosso amigo João)
  18. Ricardo Figueira - Maranhos
  19. Artur Santos - a la carte
  20. José Miguel Teodoro - a la carte
  21. Leonel Mendes - Maranhos
  22. João Leal -
  23. Jorge Silva -
  24. Farinha -
  25. Vitor Geraldes -
  26. Armando Martins
  27. (... falta aqui o teu nome...)
Avancem!
nota: veja modo de preparação dos Maranhos em comentários! Pelo Mestre e Especialista F. de Carvalho

Mapa

Ver mapa maior