segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

7º Aniversário do ‘Sabor da Beira’




Eram trinta e tal e divertiram-se a gosto!

   É sempre assim, quando nos reunimos sob a aba larga do Sabor da Beira, o blog onde vamos trocando ideias, partilhando alegrias e tristezas, enfim, dizendo uns aos outros que continuamos vivos, tanto quanto possível felizes e, sempre, dispostos a avivar as velhas amizades.

   Desta vez, o dia foi 22 de Janeiro e tratava-se de celebrar o 7º aniversário da nossa espécie de tertúlia disfarçada de ‘blog’. Foi no Hotel Olissippo do Oriente, tendo assim nós voltado ao local do primeiro encontro em Janeiro de 2009. E como sabíamos que, por lá, quem reina é o Fernando Carvalho, esperar bom trato, boa mesa e boa pinga era apenas um burocrático item do programa. Que se cumpriu à risca, como é óbvio, em especial no que dependia do inestimável Fernando. Aliás, ele próprio se encarregou das
boas-vindas e de saudar pessoalmente quem ia chegando, como eficiente anfitrião.

    Circunstâncias se conjugavam, no entanto, para levantar algumas dúvidas quanto à adesão, dado tratar-se de uma sexta-feira e se confirmar uma noite de chuva. Mas nada disso contou para fazer hesitar os trinta e tal inscritos. O que contou, sim, e esteve sempre à tona foi a teia cerzida pela nossa velha amizade e solidariedade quem entretanto se forjou entre nós.

    O jantar em “buffet” foi variado com bom-gosto e algum requinte. À mesa saciava-se o apetite e prosseguiram os diálogos amistosos com os parceiros do lado. Houve lugar a foto de grupo.

    O serão foi animado pelo conjunto musical “Beata Tempora”, com o Registo no bandolim, Marcos e Xico Barroso nas violas e Ricardo Figueira no adufe. Entoaram canções populares e algumas do tempo do seminário. O Casimiro participou no coro, enquanto o Artur expandia e contagiava com a sua boa disposição todos ao seu redor.

Registe-se a presença do Eduardo Moutinho, presidente da Direção da AAVD, que veio do Porto, e ofereceu um livro antigo de cânticos ao grupo musical. Já o Lúcio Pereira, que não vinha há cinco anos, pôde encontrar os seus colegas de noviciado Nicolau e Tó Rui. Quanto aos restantes, costumam participar nos convívios do Blog, sendo uns “certinhos” e outros que vêm mais esporadicamente.

     O serão decorreu num ápice, com alguns a sair por volta da meia-noite. A festa terminou já depois da 1h da manhã dando-se a debandada geral.

     Foi um agradável convívio em que os laços de amizade foram reforçados, ficando a vontade de participar em futuros eventos. Valeu a pena! E que «venha o próximo!», terão exigido, implícita ou explicitamente, aqueles bravos 32 maduros que se divertiram tanto a gosto.  

António Pinto e Daniel Reis          

Presenças

Aníbal Marques

Antº Casimiro Barata e Leonor

Antº Manuel Marcos

António Pinto

António Registo

Antº Rui Barata

Artur Santos e Edite

Daniel Reis e Lia

Eduardo Moutinho

Fernando Carvalho

Francisco Barroso

Henrique Nunes

João Carlos Balão

José António Delgado

José Carlos T Martins

José Manuel Eusébio

José Manuel Portas

José Martins

Lúcio Robalo Pereira e Natália

Luís Garcia (Chefe)

Nicolau Marques

Óscar Mota

Porfírio Santos Pinto

Ricardo Figueira

Vítor Gaspar

Vítor Batista e Cristina

Vítor Geraldes

TOTAL= 32 pessoas: 28 AA+4 esposas

2 comentários:

  1. Confesso que tenho saudades de voltar a marcar presença na Tertúlia; a ligação à Casa que moldou o barro de que somos feitos, ficou para a Vida! Há nos 32 magníficos, vidas cruzadas entre 1 e 5 anos (e mesmo toda a Vida do meu Irmão!) que ficarão sempre comigo!
    Já agora, desta vez não foram impeditivos os 300 km, mas sim ter-me tornado um tipo biónico, com 2 discos de titânio na coluna! Abraços fraternos a Todos,
    Jorge Martins

    ResponderEliminar
  2. Obrigado pelas tuas palavras Jorge, espero que tenhas uma rápida recuperação e, como dizes, cá te esperamos para a próxima.
    Um abraço

    ResponderEliminar

O seu comentário é muito importante.
Obrigado